sexta-feira, 6 de março de 2009

Não há pq chorar por um amor que já morreu...

Então,qual o motivo de tantas lágrimas?As lembranças são tão fortes e tão vivas em mim...a cada dia eu lembro de uma memória nova.Gostaria tanto de esquecer,gostaria de não gostar,de não sentir falta.
Não faz muito tempo e era nos meus braços que vc estava,era a minha boca que estava te beijando,a mim dizendo "eu te amo", meu Deus como você pôde esquecer tão fácil tudo que aconteceu entre nós?Que coisa maluca é a vida,hoje te vejo trocando aliança e juras de amor com outro alguém.
Eu estava no meu lugar,te amando,então veio a tormenta,te pegou e te levou pra longe de mim..Foi arrancado com violência dos meus braços,arrastado pra fora da minha vida,sem o meu conscentimento..mas se você se foi,porque não levou consigo tudo o que me fez sentir?E eu que era tão feli z de ter você,hoje aprendi a fingir sorrisos para não mostrar meu coração encharcado..E até que fiquei boa na arte de fingir a gargalhada,de conversar e dar sorrisos;de engolir o choro toda vez que ele teima em vir..até mesmo sozinha.Não quero me ver chorando.

Como eu sempre ouvi você mesmo dizer..meus olhos nunca mentem..e não há o mesmo brilho neles,pois você se foi..o brilho dos meus olhos agora acende em outro lugar.Meus olhos sentem falta de te ver..ah,eram a visão mais linda que eles tinham!Minhas mãos sentem falta das suas entrelaçadas enquanto eu caminho,sinto falta do seu toque sempre carinhoso,sinto falta da sua voz ao meu ouvido..

Sinto falta de você,sinto falta de nós..

"I'm not your princess,this isn't a fairytale!"

Um comentário:

Vivi Bastos disse...

Ulálá, muito romântico, Paulinha. Essa idéia da saudade como ponto do encontro do que passou a dois sempre dá boa prosa, né?

Você escreve com sensibilidade e isso muito bom!

Beijos